CANELA
 

 

 

 

Nome científico: Cinnamomum zeylanicum Blume e Cynamomum cassia Blume.

Características: Árvore perene, de folhas persistentes, com cerca de 7 a 8m de altura e com tronco de 20 a 25cm de diâmetro. A casca é espessa, glabra e pálida. Os ramos são cilíndricos ou tetrágonos somente no ápice. As folhas são simples, alternas, coriáceas, luzidias, pecioladas, oblongas, elípticas-ovaladas ou oblongo-lanceoladas, 8 a 15cm de comprimento por 3 a 4cm de largura, acuminada, base subaguda a arredondada, 3-nervada, glabra. A inflorescência é uma panícula cimosa, terminal e axilar. As flores são verde-amareladas, pequenas, em número de 2 a 5 por cimeira. O perianto é 6-lobado, 6 estames, pubescentes, ovário livre, com 1 lóculo. Não possui pétalas. O fruto é uma baga ovóide apiculada, com 8mm de comprimento, preta. A casca é de cor cinza-castanho, ligeiramente áspera, com rugas finas e lenticelas transversas. O odor é delicado, fragrante e aromático. O sabor é excitante, doce e pungente.

Uso doméstico: O pó da casca serve como condimento de quentão, curau, arroz-doce, mingau, compotas, bolos,bananas assadas ou cozidas, biscoitos, vinho quente,caldas, cremes, chocolate e no tempero de carnes..A essência é utilizada em perfumes, saches e sabonetes artesanais.Dos frutos se obtém a cera de canela, usada para o fabrico de velas. 

Uso medicinal: É utilizada para dores estomacais, diarréia, choques, calafrios, extremidades frias, tosses, dismenorréia, amenorréia, pressão baixa, respiração ofegante, crioulceração , ulcerações da gengiva e da mucosa da boca , doenças atônicas do estômago, vômitos nervosos, febres adinâmicas, influenza, escrófulas, metrorragias, hemorragias de partos, paralisia da língua e enxaquecas. É reguladora do apetite, fortalece o estômago. É estimulante e adstrigente. Seu óleo aromático, obtido por destilação, é útil, em fricções, nas dores reumáticas.


VOLTAR