GENGIBRE

 

 

 

 

Nome científico: Zingiber officinalis

Características: Planta herbácea, rizomatosa, de folhagem anual e rizomas multianuais e raízes adventícias. Os rizomas são vigorosos, irregularmente ramificados, articulados, reptantes, carnosos, com as extremidades algumas vezes guarnecidas de brotações meristemáticas. A superfície do rizoma é esverdeada-creme, rugosa com vários anéis castanho-claro. A textura é quebradiça, sendo que externamente é mais fibrosa. As raízes são brancacentas, carnosas e cilíndricas. O caule é foliáceo e ereto, medindo de 30 cm a um metro de altura. As folhas são dísticas, estreitas, linear-lanceoladas, ápex agudo, subsésseis na bainha, glabras, medindo 20 a 25cm de comprimento por 1 a 2 cm de largura. Inflorescência em espiga terminal elipsóide, guarnecida de escamas imbricadas, obtusas e invaginantes, com brácteas persistentes. Flores zigomorfas, hermafroditas, irregulares, amarelo-esverdeadas, lábio púrpura com manchas amarelas.  Fruto tipo capsular, com três lóculos, contendo sementes azuladas.

Uso doméstico: Seus rizomas relados são usados em molhos e temperos. Quando seco ou cristalizado, é usado na conservação de frutas.Chips para halitose (para mascar).O pó é usado como condimento no preparo de biscoitos, bolos e bolachas.Serve ainda para a fabricação de bebidas (gengibeer, conhaque),preparo do quentão, pé-de-moleque e cocada nordestina. Utilizada na ração de aves, estimula a postura de ovos.

Uso medicinal: Indicada para resfriados , traumatismo, rouquidão , enjôo, náusea, ciática, cólicas do estômago e intestino , asma brônquica, edemas artríticos e reumáticos, amigdalite , dispepsia atônica, paralisia, beribéri, broncorréia pulmonar, cólera morbus, catarros crônicos  e halitose.O pó extraído de seu rizoma é usado como chá com função estimulante do estômago e das funções cerebrais.


VOLTAR